27/05/2020 às 13h52min - Atualizada em 27/05/2020 às 13h52min

Vereador de Mariana, Deyvson, pega uma arma durante reunião da Câmara e se explica

Rômulo G. Soares
J15M NEWS
Reprodução / Facebook

Na última reunião ordinária da Câmara de Mariana, ocorrida na última segunda-feira (25), foi notada a cena do vereador Deyvson Ribeiro (Solidariedade) pegando uma arma de dentro de uma bolsa e a limpando. A sessão acontecia ao vivo de maneira online no Facebook. 

Durante a fala de um dos vereadores, Deyvson abiru uma bolsa, pegou a arma e fez um gesto de que estava limpando e, logo após isso, guardou o objeto de volta. 

A pauta que estava sendo discutida durante o ato do vereador Deyvson era sobre o retorno das atividades dos funcionários da Fundação Renova. A empresa poderia retornar a construir casas para os atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão, que aconteceu em novembro de 2015. A condição do retorno dessas atividades estaria sujeito a testes de coronavírus em todos os trabalhadores. 

Momentos antes do vereador Ronaldo Bento (PSB) falar e a transmissão pegar a cena, Deyvson havia criticado o prefeito de Mariana, Duarte Junior (PPS), dizendo que ele muda a todo momento os serviços que podem ou não funcionar na cidade. 

Na última terça-feira (26), o vereador de Mariana Deyvson postou um vídeo em suas redes sociais pedindo desculpas pela situação e explicou que a documentação de posse da arma estava regularizada. “Peço desculpas à população pelo fato ter acontecido, estava pegando para limpar ela e infelizmente aconteceu essa fatalidade. A minha arma é toda regular, é autorizada pelo exército, então só para dar essa satisfação para a população, minha arma é totalmente regular”, alegou o vereador de Mariana.

Veja também: Paciente de 87 anos se recupera de coronavírus em Conselheiro Lafaiete, mas é transferido para Ouro Preto por comorbidade


https://www.facebook.com/deyvsonvereador/videos/1111555292556428
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

224422

views

621497

A pandemia de covid-19 colocou o mundo diante de um dilema: com o número de casos explodindo e um estoque limitado de doses de vacinas, quem deve ser imunizado primeiro?

36.7%
63.3%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp