23/05/2020 às 05h27min - Atualizada em 23/05/2020 às 05h27min

Prefeitura de Ouro Branco anuncia retomada gradual do comércio na próxima segunda-feira (25)

A retomada das atividades econômicas ouro-branquenses seguirão os protocolos de saúde estabelecidos pelo Governo de Minas Gerais em seu programa “Minas Consciente”

Rômulo G. Soares
J15M NEWS
A Prefeitura de Ouro Branco publicou na tarde da última sexta-feira (22), o Decreto 9.719, em que determina a reabertura gradual do comércio na cidade a partir da próxima segunda-feira (25). A retomada das atividades econômicas ouro-branquenses seguirão os protocolos de saúde estabelecidos pelo Governo de Minas Gerais em seu programa “Minas Consciente”

A retomada gradual do comércio, em Ouro Branco, acontecerá de acordo com às quatro ondas estabelecidas pelo Governo Estadual em seu programa “Minas Consciente”, são elas: onda verde – serviços essenciais; onda branca – baixo risco; onda amarela – médio risco; onda vermelha – alto risco.

“Tudo o que fizemos até agora foi olhando a ciência, olhando as questões médicas e de oferecer a saúde aos moradores de Ouro Branco. Através disso nós conseguimos atingir esse compromisso de estar na onda branca. Mas se não nos comportarmos como devemos, usando máscara, saindo de casa apenas quando necessário, utilizando o álcool em gel, iremos regredir para a onda verde”, declarou o prefeito Hélio Campos. Entretanto, mesmo parecendo ter a preocupação devida com a saúde, durante o anúncio de Hélio Campos, não foi confirmada a presença de setores da saúde na reunião que estabeleceu a reabertura do comércio. 

Os requisitos necessários para que haja a retomada das atividades dos estabelecimentos locais são:

●Fornecer máscaras para todos os funcionários ou terceirizados;  
● Fornecer álcool (70%) (ou água corrente e sabão, bem como papel, toalha descartável) para higienização das mãos de todos os funcionários ou terceirizados;  
● Organizar filas com distanciamento de 2 metros entre as pessoas, dentro e fora do estabelecimento, com marcação nas calçadas;
● Controlar acesso de clientes e, em estabelecimentos de grande fluxo (bancos, mercados, supermercados, mercearias, padarias, açougues, farmácias) permitindo o acesso apenas de duas pessoas por grupo social;
● Manter a quantidade máxima de 10 pessoas por guichê/caixa em funcionamento, em locais de grande fluxo, devendo ser respeitada a distância mínima de 2 metros entre pessoas;
● Garantir que os ambientes estejam ventilados;
● Ampliar a frequência de limpeza dos pisos, corrimãos, maçanetas, superfícies e banheiros com álcool 70% ou solução de água sanitária;
● Disponibilizar lixeira com tampa e abertura sem contato manual;
● Higienizar todos os equipamentos utilizados na prestação de serviço, incluindo balcões e máquinas de cartão de crédito, antes e após cada utilização, com álcool a 70% ou solução de água sanitária;
● Orientar as pessoas a não tocarem em superfícies e a se absterem de contato físico com outras;
● Descartar resíduos corretamente, conforme preconizado na Resolução RDC 222/2018 Anvisa/MS;
● Garantir que todos os funcionários utilizem roupas/uniformes para uso exclusivo dentro dos estabelecimentos, inclusive máscaras, de forma correta. 

De acordo com o Decreto 9.719, a Secretaria de Saúde de Ouro Branco será responsável pelo monitoramento do cumprimento das normas estabelecidas no programa “Minas Consciente” e, caso seja necessário devido ao aumento de casos de coronavírus na cidade, a mesma também terá autonomia para determinar nova suspensão. 

Coronavírus em Ouro Branco tem nove casos confirmados de coronavírus, de acordo com o Boletim Informativo divulgado pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Saúde, na última sexta-feira. Além disso, há 74 pessoas com síndromes gripais e moradores que tiveram contato direto com casos confirmados em monitoramento e três em monitoramento de 14 dias. E ainda, de acordo com o Informe, seis pacientes testados positivos para o novo coronavírus se recuperaram e não apresentam mais sintomas. Além disso, 35 casos foram descartados por exame testado pela Fundação de Minas Gerais (Funed) e 256 pessoas que manifestaram sintomas de gripe foram observadas por 14 dias e já estão recuperadas.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

total_visits

views

total_views

A pandemia de covid-19 colocou o mundo diante de um dilema: com o número de casos explodindo e um estoque limitado de doses de vacinas, quem deve ser imunizado primeiro?

36.7%
63.3%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp