09/08/2021 às 07h43min - Atualizada em 09/08/2021 às 07h43min

Governo disponibiliza 127 mil kits intubação para 63 cidades mineiras

Medicamentos entregues para 80 unidades hospitalares são destinados ao atendimento de pacientes com covid-19

REDAÇÃO
AGÊNCIA MG

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) disponibilizou, ao longo desta semana, 127.955 unidades de midazolam, diazepam, fentanil, propofol e atracúrio para 80 unidades hospitalares, em 63 municípios. Os insumos são direcionados a instituições que se encontram com níveis de disponibilidade dos medicamentos considerados baixos.
 
Os remédios são essenciais para a sedação dos pacientes em tratamento da covid-19, e os sedativos suficientes para cobertura média de cinco dias. Segundo o diretor de Medicamentos Básicos da SES-MG, Jans Bastos Izidoro, “a SES-MG irá disponibilizar os kits enquanto houver necessidade por parte das unidades hospitalares”. 
 
Clique aqui e confira a relação das unidades hospitalares que receberam os medicamentos.

Monitoramento e distribuição
 
A SES-MG, juntamente com o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems-MG), faz o levantamento periódico dos quantitativos dos prestadores e fornecedores de medicamentos e insumos das unidades hospitalares.
 
Também é monitorado o abastecimento de remédios nas redes públicas e privadas de assistência médico-hospitalar, que devem informar regularmente à SES-MG sobre estoques disponíveis de medicamentos e insumos.
 
O monitoramento é feito a partir da autodeclaração e preenchimento de formulário. Assim que cada remessa chega ao estado, o resultado do monitoramento semanal é analisado para distribuição aos hospitais em situação mais crítica e conforme disponibilidade do estoque. A sugestão de distribuição é validada junto a uma comissão da SES-MG e do Cosems-MG.
 
Acompanhe o monitoramento da SES-MG de kit intubação por unidade hospitalar aqui.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

231567

views

640973

A pandemia de covid-19 colocou o mundo diante de um dilema: com o número de casos explodindo e um estoque limitado de doses de vacinas, quem deve ser imunizado primeiro?

36.6%
63.4%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp