31/05/2021 às 07h23min - Atualizada em 31/05/2021 às 07h23min

Toque de recolher e comércio fechado: cidades de MG adotam medidas por risco de colapso

REDAÇÃO
Itatiaia

Cidades do Sul de Minas estão adotando medidas mais rígidas de controle do coronavírus, a partir deste fim de semana, com validade de pelo menos sete dias. Destaque para Machado, onde as indústrias estão impedidas de funcionar junto com o comércio presencial de qualquer natureza. Ninguém pode vender bebida alcoólica; os bancos só atendem com hora marcada e oficinas mecânicas só atendem em caso de emergência.
 

Em Lavras, o comércio está permitido apenas para entregas e ninguém pode ficar nas ruas, das 20h às 5 horas. Medida parecida está valendo em Passos, onde a venda de bebida alcoólica só pode ser feita até 18h.

Em Poços de Caldas, novo decreto proíbe reuniões de qualquer tipo, com qualquer número de pessoas e manda bares e restaurantes fecharem às 23h.
Cidades menores, como Cássia, Capetinga, Ibiraci, São João Batista do Glória, Muzambinho, Cabo Verde e São Gonçalo do Sapucaí também publicaram ou prorrogaram decretos que restringem as atividades comerciais. 

Em Varginha, foram registrados neste sábado 144 casos de contaminação pelo coronavírus, um dos maiores números em 24 horas desde o início da pandemia, mas não houve mortes. São 44 pacientes internados em UTI. Na cidade, figura decreto que permite o comércio essencial das 5h às 22h e o não essencial, das 9h às 19h.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

total_visits

views

total_views

A pandemia de covid-19 colocou o mundo diante de um dilema: com o número de casos explodindo e um estoque limitado de doses de vacinas, quem deve ser imunizado primeiro?

36.7%
63.3%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp