18/12/2020 às 08h35min - Atualizada em 18/12/2020 às 08h35min

FIM DE ANO: CUIDADO COM OS EXCESSOS

REDAÇÃO
J15MNEWS

Foi um ano marcado por excessos praticados no confinamento: comidas, bebidas açucaradas, álcool, o que resultou no aumento de sobrepeso e agravamento de doenças. Por isso mesmo os cuidados devem ser redobrados nas comemorações deste Natal e Ano Novo

Tradicionalmente o mês de dezembro é marcado por celebrações, e é mesmo muito bom aproveitar estas datas de fim de ano para confraternizar. Também se caracteriza por ser uma época de fartura nas mesas. Mas este é um ano diferente por conta da pandemia de COVID-19 e, em consequência, as reuniões com aglomerações devem ser evitadas em prol da segurança da população.

Foi também um ano de excessos, em que muitas pessoas mudaram a rotina, como explica a endocrinologista pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo dra. Maria Fernanda Barca. “A pandemia mexeu com as pessoas, muitas engordaram durante a estadia em casa e voltaram ao consultório com cinco a sete quilos a mais. Isso pode surtir um efeito do tipo ‘vou comer à vontade, depois eu resolvo’ porque foi um ano difícil e todo mundo está querendo relaxar. Comer demais porque está ansioso é como se fosse um prêmio.”

Outro problema, segundo a médica, é que as pessoas diminuem a prática de exercícios. “É um período em que as pessoas param de fazer atividade física e exageram na comida e no álcool.”

Porque este excesso pode comprometer a sua saúde? A endocrinologista explica que os pratos de final de ano costumam ser muito calóricos e gordurosos, que podem causar alterações nos níveis de colesterol. Além disso os excessos de carboidratos refinados e de gorduras saturadas prejudicam as bactérias presentes no intestino, podendo causar inflamações e alterações hormonais. E para aqueles com doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, pode ser ainda pior. “Sabe aqueles doces de Natal que deixam a mesa mais bonita? Diabético não pode nem pensar em comer. O ideal seria optarem por doces dietéticos”

Para a Dra. Maria Fernanda o principal problema não é a noite de Natal e de Ano Novo e sim toda a semana. “É que na semana entre esses dias os excessos prosseguem. O costume é fazer muita comida, sobra muita quantidade e as pessoas acabam comendo a comida calórica a semana inteira.”

O Álcool, um Vilão

Outro problema comum durante esse período é o exagero na quantidade de álcool. Além de causar a ressaca e problemas no fígado, o excesso de álcool altera o metabolismo e contribui para o aumento de peso. De acordo com a Dra. Maria Fernanda apenas um drinque pode conter cerca de 150 calorias. O segredo é a hidratação. “Alterne a bebida com água, isso ajuda a não ter um excesso importante.”

Mais uma vez a moderação é a dica. “As pessoas usam a cerveja no diminutivo, ‘uma cervejinha’, como se fosse algo inofensivo. Mas o álcool é um vilão. E a cerveja é muito rica em açúcar. Não abuse.”

Dra. Maria Fernanda dá algumas dicas para Aproveitar o Final de Ano sem Comprometer a Saúde (e a Balança):

  • Opte por uma porção de proteína magra (carne, como filé mignon, peixe ou peru) e uma porção de arroz. “De preferência um arroz sem muitos elementos, castanhas etc. E cuidado com o peixe: um bacalhau com bastante óleo, batata e arroz pode ser um prato bastante calórico.”
  • Não coma o carboidrato sozinho. “Sempre a proteína com o carboidrato. Se puder adicionar fibras, como saladas, melhor.”
  • Não se empanturre. Se quiser experimentar de tudo, sirva-se de uma pequena quantidade de cada prato.
  • Quer comer doce? Coma pouco. “Doces menos cremosos são menos nocivos. Exemplo: goiabada vai trazer menos problemas para a saúde do que um pudim ou mousse.”
  • Diabéticos devem procurar doces dietéticos e com pouca caloria. “Cuidado com o peru acompanhado por frutas em calda.”
  • Hipertensos devem tomar cuidado com os alimentos ricos em sal, conservas, etc.
  • Tome bastante água, que contribui para a sensação de saciedade.
  • Exagerou? No dia seguinte tente equilibrar, comendo menos e diminuindo o carboidrato.
  • Não pare de fazer atividade física.
  • Tente fazer um cardápio mais saudável. Não faça comida para sobrar.
  • Não resiste ao panetone? “Ele é extremamente calórico. Cada fatia tem cerca de 350 a 400 calorias. Mas se não resistir coma com moderação e opte pela versão tradicional, não os trufados ou recheados. Uma dica: se sobrar panetone, corte em pequenos pedaços, como cubos. Armazene e pode comer uma pequena quantidade por dia, mas não reponha quando acabar.

Mantenha a hidratação.  “E cuidado com a água de coco e sucos naturais, que são ricos em açúcar. A água de coco também contém sal, contraindicado para hipertensos.”


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
visitas

231567

views

640973

A pandemia de covid-19 colocou o mundo diante de um dilema: com o número de casos explodindo e um estoque limitado de doses de vacinas, quem deve ser imunizado primeiro?

36.6%
63.4%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp